EMIGRAÇÃO TRENTINA

Como bons Italianos, além de nós reunirmos, amamos contar as histórias da nossa família, histórias que marcam gerações, que constroem costumes, marcas e registros.

Em nosso site temos a História completa da emigração TRENTINA. Você já deu uma olhada? Se não, vamos te contar por aqui um resumo dela. Não deixe de acessar nosso site e ver as diversas informações que podem te ajudar.

A grande causa da emigração foi à crise no setor agrário, além do serviço militar obrigatório que o governo austríaco impunha aos jovens fez com que muitos ficassem durante longos períodos de tempo fora de casa; isso atrapalhava a economia familiar e várias famílias empobreceram.

Como a crise, no final do século XIX, milhares de tiroleses (principalmente os trentinos) emigraram de suas terras em busca de condições melhores de vida. O Brasil, entre outros países foram um dos pontos de chegada e escolha para um novo recomeço.

No Brasil, estima-se que o número de emigrantes seja próximo a trinta mil. Uma grande parte dos imigrantes trentinos seguiu para as lavouras de café de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Houve também uma pequena imigração na Bahia (Salvador), mas a grande maioria seguiu para o Sul, sobretudo para Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Curiosidade: “Hoje, após 130 anos da emigração trentino-tirolesa para o Brasil, estima-se que o número de descendentes trentinos alcance os 3 milhões de pessoas, o que corresponde a 10% da população de descendentes de italianos do Brasil”.

Texto original de Everton Altmayer(Diretor de Cultura do Circolo Trentino di São Paulo).

disponível: https://trentini.com.br/historia/

Deixe um comentário