Irmã narra relacionamento abusivo de Tatiane e Luís Felipe Manvailer

Um amor meteórico que terminou de forma trágica. Tatiane Spitzner, de 29 anos, morreu na madrugada do dia 22 de julho, ao cair do quarto andar do prédio onde morava com o marido Luís Felipe Manvailer, acusado de ser o autor do crime, no Centro de Guarapuava, na região central do Paraná. A irmã de Tatiane, Luana Spitzner, conversou com a CBN Curitiba e deu detalhes da rotina da advogada, desde quando ela conheceu Manvailer até minutos antes da morte.

Os dois se conheceram e casaram ainda em 2013 e os primeiros sinais de comportamento mais agressivo do professor contra a advogada, foram presenciados pela irmã de Tatiane, no início de 2016, quando ela passou um período na casa onde o casal morava, na Alemanha, onde Manvailer fazia doutorado.

Com o passar do tempo, a forma grosseira dele com a esposa foi aumentando e tudo ficou ainda mais evidenciado no início desse ano. Até então, a família de Tatiane não tinha nenhuma ideia de que Manvailer poderia…

Continue lendo na fonte original

Deixe um comentário